Seminário internacional "1917: o ano que abalou o mundo"

Seminário internacional


Seminário internacional "1917: o ano que abalou o mundo"

Sesc Pinheiros

Tuesday, 26 September 2017, 12:00


Event Details


O Sesc em São Paulo e a Boitempo realizam no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros, em São Paulo, o seminário internacional 1917: o ano que abalou o mundo, sobre o centenário da Revolução Russa, um dos acontecimentos históricos definidores do século XX. Mais de trinta conferencistas, nacionais e estrangeiros, incluindo alguns nomes de grande representatividade das ciências humanas, discutirão o tema durante curso, debates, conferências e lançamento de livros.

Dentre os destaques da programação, será realizado, ao longo dos quatro dias de evento, no período da manhã, o curso A história da Revolução Russa, composto por quatro aulas, uma por dia, voltadas à introdução sobre o processo que levou à Revolução de 1917 e à história da URSS.

O período da tarde será ocupado por dez conferências que abordarão temas históricos e políticos relacionados à Revolução Russa, como a organização, a igualdade de gênero, a ideia do comunismo e representações artísticas do pensamento utópico, o legado, entre outros. Cada conferência contará com um ou mais comentadores e um mediador, este responsável pela interlocução e participação do público.

Além disso, o seminário pretende ir além da discussão acadêmica, ao promover um balanço do último século, tomando a história da Revolução Russa e seus desdobramentos como eixo, com a finalidade de instigar novos caminhos para o pensamento contemporâneo.

A programação completa do seminário, bem como as informações referentes às inscrições, podem ser acessadas aqui: https://revolucaorussa.com.br

INSCRIÇÕES

A partir de 05 de setembro (terça-feira) - inscrições online no http://sescsp.org.br/

A partir de 06 de setembro (quarta-feira) - inscrições presenciais nas bilheterias de todas as unidades do Sesc em São Paulo

Dúvidas e SAC: (11) 3095-9400 (Sesc Pinheiros)

VALORES

Curso “A história da Revolução Russa”

R$ 15 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
R$ 25 (meia: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentados e pessoas com deficiência)
R$ 50 (inteira)

Seminário

Inscrição integral (quatro dias de evento)

R$ 18 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
R$ 30 (meia: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentados e pessoas com deficiência)
R$ 60 (inteira)

Inscrição dia avulso (apenas nas bilheterias do Sesc em São Paulo)

R$ 6 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
R$ 10 (meia: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentados e pessoas com deficiência)
R$ 20 (inteira)

ALGUMAS DAS PRESENÇAS INTERNACIONAIS CONFIRMADAS:

ANTONIO NEGRI (ITÁLIA)
Filósofo marxista, foi integrante, entre outros, do Partido Socialista Italiano, do Autonomia Operaia, do Potere Operaio. Foi professor de Filosofia do Direito e de Teoria do Estado na Universidade de Pádua e também lecionou na Universidade de Paris VIII e no Collège International de Philosophie. É autor, entre outros livros, de Império e Trabalho de Dionísio: uma crítica da forma-estado, escritos em conjunto com Michael Hardt, e assina o prefácio de Teoria geral do direito e marxismo, de Evguiéni B. Pachukanis, pela Boitempo. É um dos pensadores de maior influência nos movimentos de esquerda ocidentais e referência da crítica à globalização.

CHRISTIAN LAVAL (FRANÇA)
Professor de sociologia da universidade Paris-Ouest Nanterre-La Défense. É autor, entre outros livros, de L’Homme économique: Essai sur les racines du néoliberalisme (Gallimard, 2007) e também de um volume de história da sociologia, L’ambition sociologique (Gallimard, 2012). Com Pierre Dardot publicou A Nova Razão do Mundo: Ensaios sobre a Sociedade Neoliberal (Boitempo, 2016). No seminário 1917: o ano que abalou o mundo eles lançam juntos Comum: ensaio sobre a revolução no século XXI.

DOMENICO LOSURDO (ITÁLIA)
Professor de história da filosofia na Universidade de Urbino, doutorou-se com uma tese sobre Karl Rosenkranz. Tem diversas obras publicadas no Brasil, entre elas A linguagem do império: léxico da ideologia estadunidense (Boitempo, 2010), A luta de classes: uma história política e filosófica (Boitempo, 2015) e o mais recente Guerra e revolução: o mundo um século após Outubro de 1917 que será lançado no seminário 1917: o ano que abalou o mundo.

ESTEBAN VOLKOV (UCRÂNIA)
O químico aposentado, de 91 anos, é neto de Leon Trotski. Volkov abordará o papel de seu avô na história. Nascido em 1926, na Ucrânia, aos treze anos foi viver com o avô no México. Nesse período, sobreviveu a um fuzilamento, parte de um atentado orquestrado contra Trotski, na própria casa em que moravam, e assistiu à morte de seu avô. Único sobrevivente de uma das perseguições mais obsessivas da história, Volkov busca resgatar a memória da vida e da obra do intelectual bolchevique. Volkov preside hoje o Museu Leon Trotski, no México, na casa em que seu avô viveu e foi assassinado.

MICHAEL LÖWY (FRANÇA)
Diretor de pesquisas emérito no Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Considerado um dos maiores pesquisadores das obras de Karl Marx, Leon Trotski, Rosa Luxemburgo, György Lukács, Lucien Goldmann e Walter Benjamin, tornou-se referência teórica para militantes revolucionários de toda a América Latina. É autor de livros e artigos traduzidos em 29 línguas, entre os quais Walter Benjamin: aviso de incêndio (Boitempo, 2005) e A jaula de aço (Boitempo, 2014). Durante o evento lança a coletânea Centelhas: marxismo e revolução no século XXI, com artigos de sua autoria e de Daniel Bensaïd.

MIGUEL VEDDA (ARGENTINA)
Doutor em Letras e catedrático de Literatura Alemã da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Buenos Aires. Membro da Internationale Georg-Lúkacs-Gesellschaft e do Conselho de Redação da revista Herramienta. Personalidade já conhecida nos meios acadêmicos brasileiros e admirada pela sua competência e rigorosa produção no domínio da teoria estética e dos estudos literários. Entre suas publicações recentes estão György Lukács años de peregrinaje filosófico, com Mario Duayer (Herramienta; 2013) e Placeres de la melancolía. Reflexiones sobre literatura y tristeza, com Martín Ciordia (Gorla, 2014).

PIERRE DARDOT (FRANÇA)
Filósofo e pesquisador da universidade Paris-Ouest Nanterre-La Défense, especialista no pensamento de Marx e Hegel. Desde 2004, com Christian Laval, coordena o grupo de estudos e pesquisa Question Marx, que procura contribuir com a renovação do pensamento crítico. Também com Laval publicou A Nova Razão do Mundo: Ensaios sobre a Sociedade Neoliberal (Boitempo, 2016). No seminário 1917: o ano que abalou o mundo eles lançam juntos Comum: ensaio sobre a revolução no século XXI.

TAMÁS KRAUSZ (HUNGRIA)
Professor de história russa da Eötvös Loránd University of Sciences, de Budapeste, e um dos mais conhecidos intelectuais e ativistas políticos de seu país, Tamás Krausz levou quatro décadas para escrever Reconstruindo Lênin, biografia a ser lançada durante o evento sobre uma das mais enigmáticas e influentes figuras do século XX. Krausz mostrará no seminário como agora, depois da queda da União Soviética e do socialismo “realmente existente”, é possível retornar a Lênin e mirar em suas contribuições teóricas e políticas.

TARIQ ALI (PAQUISTÃO)
Autor de mais de vinte livros sobre história mundial e política e um dos editores da revista New Left Review, Tariq Ali vive na Inglaterra e atua como jornalista, escritor, historiador, cineasta e ativista político, com foco em política internacional. Por ocasião da visita, será lançada uma nova edição do Manifesto Comunista, combinada com o tratado revolucionário de Lênin, Teses de abril, com introduções inéditas de Ali aos dois textos basais da Revolução de 1917. Além de rastrear a influência de um texto clássico sobre o outro, Tariq será o entrevistado da revista Margem Esquerda, também lançada durante o evento.

WENDY Z. GOLDMAN (EUA)
A professora da Carnegie Mellon University, na Pensilvânia, é especialista em história política e social da Rússia e da União Soviética. Autora do livro Mulher, Estado e revolução: política da família Soviética e da vida social entre 1917 e 1936 (Boitempo, 2014) e de obras sobre o período, Goldman se tornou referência no Brasil para estudiosos da história do feminismo.

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR E PÓS-SEMINÁRIO

Como aquecimento para o seminário internacional, o Centro de Pesquisa e Formação (CPF) do Sesc realiza, em parceria com a Boitempo Editorial um ciclo de palestras entre fevereiro e setembro que tem por objetivo introduzir aspectos históricos, sociais, políticos, culturais e artísticos sobre os 100 anos da Revolução Russa. Além disso, após a programação do seminário 1917: o ano que abalou o mundo, o evento terá desdobramentos em todo o país, em universidades que, com apoio da Boitempo e do Sesc em São Paulo, organizarão palestras e debates por diversos estados, com participantes que incluem alguns dos conferencistas convidados.

As próximas palestras preliminares são:

A Literatura Soviética, com Bruno Gomide
17/08 | quinta-feira | 19h30
Na ocasião o autor lançará o livro Escritos de outubro: os intelectuais e a Revolução Russa (1917-1924) (Boitempo).

O cinema soviético e suas influências no cinema mundial, com Adilson Mendes
24/08 | quinta-feira| 19h30

Todas no CPF Sesc | Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar, Bela Vista - São Paulo.

Mais informações sobre a programação preliminar: https://sescsp.org.br/cpf



Sesc Pinheiros

Rua Paes Leme, 195, 05424010 São Paulo, Brazil


  Buy tickets   View on Facebook

View more events at Sesc Pinheiros

Upcoming Events in São Paulo


Leave a comment